O futebol brasileiro e seus porcos de espírito (Atlético-PR x Vasco)

Fonte: Google Images

Fonte: Google Images

Com uma cena lamentável de violência e selvageria, um dos maiores e mais tradicionais clubes cariocas, o Vasco da Gama, encerrou de forma trágica a sua participação no Brasileirão.

Na derrota deste domingo para o Atlético PR por 5 a 1, na Arena Joinville, quem também saiu derrotado foram os torcedores desportistas de todos os clubes do país.

Com toda a certeza, ninguém merecia assistir ou até mesmo presenciar “seres humanos” tão degradados. A briga entre torcidas dos dois clubes revela o que há de pior nas pessoas: o estado primário de um animal.

Não vou aqui apontar quem começou (já que os dois times tiveram certa culpa na situação), mas posso arriscar a dizer quem pode ter dado o aval para que isso acontecesse da forma que aconteceu.

O próprio Atlético PR chegou a contratar, segundo informações divulgadas pela imprensa neste domingo, cerca de 100 seguranças para jogo, porém eles não conseguiram deter a fúria dos torcedores totalmente desprovidos de qualquer civilidade.

Talvez o fato de não terem reforçado a segurança fosse um gesto de confiança para uma torcida de marmanjos (que deveriam ser de adultos amadurecidos), mas sagrou-se um ato de irresponsabilidade com a vida de tantas famílias que ainda vão aos estádios de futebol.

O que fica disso tudo é que confiança se dá aos homens, não a baderneiros. Esses últimos merecem tolerância zero. Devem ser banidos de todos os estádios de futebol e de qualquer outro evento semelhante.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s