A falta de educação das pessoas

fonte: google imagens

Eu até gostaria de começar este texto fazendo elogios à mãe do meu vizinho do andar de baixo. Ele ontem ouvia hinos de louvor às 11h45 da noite sem nem ao menos se importar com o volume altíssimo do aparelho de som no horário em que normalmente todo mundo precisa dormir. Um absurdo.

Mas prefiro falar, de modo geral, de pobres coitados que não tiveram a chance de serem educados da forma correta em casa. Com toda a sinceridade: acredito que respeitar o espaço alheio e as pessoas não seja “luxo” somente de quem passou pela escola privada e avançou para a graduação etc. Não mesmo. É obrigação dos pais. Mas, e se os pais também não foram educados corretamente? Aí danou-se de vez, né!

Sabe aquele cara que normalmente sai no hall do prédio para fumar? Lembrou-se de alguém ou já ouviu algum amigo reclamar dessa figurinha conhecida de tanta gente? Então, eu já conheci vários e que inclusive pareciam estar em boa situação financeira. Aí não venha me dizer que a falta de educação é mal de pobre.

O absurdo fica maior ainda quando tem-se que conviver quase que obrigatoriamente com pessoas que parecem não ter evoluído, ou seja, não tiveram contato com outras ou até mesmo não aprenderam a viver e conviver com o diferente. São pessoas que ao meu ver vegetam na ignorância.

Digo isso porque hoje eu não consigo ao menos chegar em casa e ligar o meu aparelho de TV e ficar ouvindo tudo no último volume sem antes ficar incomodado comigo mesmo. Acho que a minha consciência pesaria pela eternidade de eu começasse a atrapalhar o sono dos meus vizinhos de apartamento tarde da noite com um heavy metal no último volume.

Outro dia estava pensando em como as pessoas têm problemas em viver de forma silenciosa. Elas simplesmente têm a necessidade de atrapalhar a vida de todos, em algum momento, para serem notadas. Se é que tem um fundo de verdade aí, até prefiro acreditar nessa hipótese. É muita falta de admiradores para que em pleno ônibus lotado o sujeito tenha que ligar no celular uma música com volume bem alto e sem fone de ouvido.

Não vou nem comentar aqui as músicas que tocam, porque é bem capaz de muita gente querer achar que é preconceito contra porcarias. Digo, músicas impróprias para qualquer pessoa.

O que eu acho é que a maioria que se comporta dessa forma deveria levar o título de arrogantes escritos literalmente na testa. São pessoas que deveriam ser apontadas na rua para se sentirem constrangidas o tempo todo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s